Pular para o conteúdo

Evangelismo e o negócio de ganhar almas

Evangelismo e o negócio de ganhar almas
Roteiros

Efetue o login em sua conta para compartilhar sua sugestão.

Este artigo é um convite para que o leitor explore o livro “Curso de Evangelismo Pessoal”, escrito por E. W. Kenyon. O autor apresenta uma abordagem prática e acessível para aqueles que desejam se aprofundar no evangelismo pessoal, fornecendo técnicas e estratégias eficazes para compartilhar a mensagem cristã com outras pessoas. A leitura deste livro pode ser extremamente valiosa para aqueles que buscam fortalecer sua fé e aprimorar sua capacidade de compartilhar a sua fé com os outros.

Evangelismo e o negócio de ganhar almas: o chamado para o IDE!

O evangelismo e o negócio de ganhar almas deve ser o foco da igreja, pois é através dele que as almas são salvas e que o reino de Deus é expandido na terra. O evangelismo é a prática de proclamar a mensagem do evangelho, que é a Boa Nova da salvação, para aqueles que ainda não a receberam. É um chamado que foi dado por Jesus aos seus seguidores, que agora é transmitido de geração em geração, de acordo com o que está registrado na Bíblia Sagrada.

Para ser um evangelista eficaz, o evangelismo e o negócio de ganhar almas deve ser constituído por estudar cuidadosamente a vida e os métodos dos grandes ganhadores de almas, bem como ler dezenas de livros sobre o assunto e nunca negligenciar a Bíblia. Conforme Provérbios 11.30, quem ganha almas é sábio, pois é um privilégio participar da obra divina de levar pessoas a conhecer a verdade e a salvação em Jesus Cristo.

Evangelismo e o negócio de ganhar almas - O pescador
Evangelismo e o negócio de ganhar almas - O pescador

Evangelismo e o negócio de ganhar almas pode ser comparada à de um pescador habilidoso, como Jesus fez em Mateus 4.19. O pescador experiente sabe exatamente a hora de jogar a rede, evitando erros primários, é uma pessoa que conhece o seu ofício. Da mesma forma, o evangelista deve ter a sabedoria para discernir o momento certo de apresentar o evangelho a cada pessoa, e deve estar sempre preparado para dar respostas convincentes e claras às perguntas que surgirem.

O ganhador de almas recebe estrelas em sua coroa e tem um embate especial com Satanás, pois é o soldado de frente na batalha escoltado pelas orações de toda a igreja. O evangelismo não é uma tarefa fácil, mas é uma responsabilidade que deve ser abraçada com dedicação e amor ao próximo.

Na Bíblia, encontramos muitos exemplos de evangelismo, como o de Paulo em Atenas, registrado em Atos 17.16-34. Paulo usou a cultura e as crenças dos atenienses para apresentar o evangelho de uma forma relevante e impactante. Devemos seguir o exemplo de Paulo e buscar meios criativos e eficazes para comunicar a mensagem de salvação a todos.

Infelizmente, muitas vezes a realidade do evangelismo na igreja atual é diferente do que deveria ser. Muitos crentes não veem o evangelismo como uma prioridade, e muitas igrejas não investem o suficiente em treinamento e recursos para essa atividade. No entanto, é essencial que a igreja entenda que o evangelismo é uma missão que deve ser cumprida com zelo e dedicação, pois é através dele que as almas são ganhas para o reino de Deus. É hora de colocar o evangelismo como o grande negócio da igreja e dar a ele a atenção que merece.

Referências Bíblicas para o Tema "O Evangelismo e o negócio de ganhar almas"

A Bíblia contém muitos versículos que falam sobre a importância de ganhar almas. Aqui estão 9 versículos bíblicos que fundamentam o título deste artigo: O Evangelismo e o negócio de ganhar almas:

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.

Marcos 16.15 ARC

Este é um dos versículos mais conhecidos e importantes sobre o evangelismo. Jesus ordenou que Seus seguidores pregassem o evangelho a toda criatura, sem exceção;

“O fruto do justo é árvore de vida, e o que ganha almas é sábio.

Provérbios 11.30 NAA

Este versículo foi citado anteriormente, mostrando que a sabedoria está em ganhar almas para o reino de Deus;

“Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?

Romanos 10.13,14 ARC

Este versículo mostra que é necessário ouvir o evangelho e crer em Jesus para ser salvo. No entanto, para que alguém possa ouvir e crer, é necessário que haja alguém pregando. Isso ressalta a importância do evangelismo e da proclamação do evangelho para a salvação das almas. É nossa responsabilidade como cristãos compartilhar a mensagem do evangelho com outras pessoas para que elas possam ter a oportunidade de conhecer a Cristo e serem salvas;

“Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém!

Mateus 28.19,20 ARC

Este é o famoso “Grande Comissionamento” de Jesus aos seus discípulos. Ele instruiu seus seguidores a irem e fazerem discípulos em todas as nações. Isso inclui proclamar o evangelho, batizar os novos convertidos e ensinar-lhes a obedecer a Jesus. Essa é uma tarefa que não pode ser negligenciada ou postergada, pois a promessa de Jesus é que ele estará sempre conosco enquanto realizamos essa missão;

“O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres, enviou-me a curar os quebrantados do coração,

Lucas 4.18 ARC

Neste versículo, Jesus cita o profeta Isaías e declara que sua missão era pregar boas-novas aos pobres, libertar os presos, curar os doentes e libertar os oprimidos. Isso mostra que a mensagem do evangelho é para todos, especialmente para aqueles que são marginalizados e oprimidos pela sociedade. Devemos seguir o exemplo de Jesus e proclamar a liberdade em Cristo para aqueles que estão em situações de opressão e necessidade;

“Para Deus, o Pai, a religião pura e verdadeira é esta: ajudar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e não se manchar com as coisas más deste mundo.

Tiago 1.27 NTLH

Tiago enfatiza a importância de agir em vez de apenas falar sobre a fé. Ele diz que a verdadeira religião é praticada por aqueles que cuidam dos necessitados e ajudam os irmãos em dificuldade. Isso inclui compartilhar o evangelho e fazer discípulos, pois é a maneira mais eficaz de ajudar as pessoas a alcançar a vida eterna em Cristo. O evangelismo é uma forma prática de demonstrar o amor e a preocupação com o bem-estar dos outros;

“Então, disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-me;

Mateus 16.24 ARC

Este versículo é um lembrete de que o evangelismo exige sacrifício pessoal. Seguir a Cristo e compartilhar sua mensagem pode exigir que renunciemos a nossas próprias vontades e desejos em favor da vontade de Deus. Também pode exigir que enfrentemos dificuldades e perseguições por causa de nossa fé. No entanto, como discípulos de Cristo, somos chamados a negar a nós mesmos e seguir o exemplo dele, compartilhando o amor de Deus com o mundo;

“E, assim, a fé vem pelo ouvir, e o ouvir, pela palavra de Cristo.

Romanos 10.17 NAA

Paulo destaca a importância da pregação como meio pelo qual as pessoas são apresentadas ao evangelho. É por meio do ouvir a palavra de Cristo que a fé é despertada em nossos corações. Isso destaca a importância da comunicação clara e eficaz da mensagem do evangelho. Precisamos apresentar o evangelho de uma forma que seja acessível e relevante para as pessoas e que as ajude a entender o amor e o plano de Deus para suas vidas;

“Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra.

Atos 1.8 ARC

Esse versículo é uma promessa feita por Jesus aos seus discípulos antes de ascender ao céu. Ele lhes diz que receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre eles e serão suas testemunhas não apenas em Jerusalém, mas em toda a Judeia e Samaria, e até mesmo nos confins da terra. Esse poder que Jesus prometeu aos seus discípulos é essencial para que eles possam cumprir a grande comissão de pregar o evangelho a todas as nações. O Espírito Santo capacita e guia os evangelistas e permite que a mensagem do evangelho seja pregada com eficácia. Sem o poder do Espírito Santo, o evangelismo seria apenas uma atividade humana, limitada pelas nossas próprias habilidades e limitações. Portanto, o Espírito Santo é fundamental no processo de ganhar almas para o Reino de Deus.

Diferentemente de um negócio, o evangelismo deve sempre acontecer por meio de um diálogo educado e sem coerção

O título “Evangelismo e o negócio de ganhar almas” não é uma defesa à igualdade dos nossos negócios seculares. A ideia de que o evangelismo deve ser feito por meio de um diálogo educado e sem coerção é uma importante reflexão para a prática evangelística. Como cristãos, devemos compartilhar o evangelho com amor, respeito e humildade, sem forçar nossas crenças ou impor nossa visão de mundo sobre os outros. Afinal, o evangelismo é sobre apresentar a mensagem da salvação e convidar as pessoas a seguirem a Cristo por livre e espontânea vontade.

Nos negócios Seculares a coerção é algo rotineiro
Nos negócios Seculares a coerção é algo rotineiro

É preciso lembrar que, assim como em um negócio, a abordagem correta é essencial para obter sucesso. Não podemos tratar a evangelização como uma transação comercial, onde a pressão e a manipulação são utilizadas para obter resultados. Ao contrário, o evangelismo deve ser um processo de compartilhamento amoroso e genuíno da Boa Nova de Jesus Cristo, onde as pessoas são respeitadas em suas escolhas e crenças.

O diálogo educado e sem coerção é uma forma de tornar o evangelismo mais eficaz e relevante para as pessoas. É uma abordagem que leva em consideração as características individuais de cada pessoa, suas experiências de vida, crenças e valores. Dessa forma, é possível apresentar a mensagem do evangelho de uma forma que faça sentido para a realidade de cada um, sem pressionar ou constranger.

É importante lembrar que o evangelismo é uma responsabilidade de toda a igreja. Cada cristão deve buscar maneiras de compartilhar a mensagem de Cristo de forma amorosa e respeitosa. O diálogo educado e sem coerção é uma das ferramentas que podemos utilizar para cumprir essa missão de maneira eficaz e relevante.

Em resumo, o evangelismo deve ser entendido como um convite amoroso para que as pessoas se aproximem de Deus. Assim como em um negócio, a abordagem correta é fundamental para o sucesso. Por isso, devemos buscar sempre uma abordagem de diálogo educado e sem coerção, respeitando a individualidade e as escolhas de cada pessoa. Dessa forma, poderemos compartilhar a mensagem do evangelho de maneira mais eficaz e transformadora, cumprindo a nossa missão de ganhar almas para o reino de Deus.

Evangelismo e o negócio de ganhar almas é um lembrete do nosso chamado: Ide!

Diferença entre Negócio secular e "Evangelismo e o negócio de ganhar almas"

Um negócio comercial tem como objetivo principal gerar lucro e retorno financeiro para os seus proprietários ou acionistas, visando o crescimento e sucesso da empresa no mercado. Já o Evangelismo e o negócio de ganhar almas, também conhecido somente como evangelismo, tem como objetivo principal levar a mensagem do evangelho e a salvação em Jesus Cristo para todas as pessoas, sem buscar lucro ou benefício financeiro.

Enquanto um negócio comercial pode buscar estratégias de marketing e venda agressivas, o Evangelismo e o negócio de ganhar almas se baseia na persuasão amorosa e no testemunho pessoal de vida transformada pelo evangelho. O evangelismo não visa a conquista de clientes, mas sim de discípulos, que possam ser edificados e fortalecidos na fé em Cristo.

Enquanto um negócio comercial pode ter como objetivo a expansão do seu mercado e a conquista de novos territórios, o Evangelismo e o negócio de ganhar almas tem como objetivo a expansão do reino de Deus na terra, levando a mensagem do evangelho a todos os povos e nações. O negócio de ganhar almas é uma responsabilidade e um privilégio que foi dado aos cristãos, e não pode ser negligenciado ou tratado como uma atividade secundária.

Em resumo, a principal diferença entre um negócio comercial e o negócio de ganhar almas é a finalidade e o propósito de cada um. Enquanto um busca lucro e crescimento financeiro, o outro busca a expansão do reino de Deus e a salvação das almas perdidas.

Picture of Roteiros Bíblicos
Roteiros Bíblicos
A missão do Projeto Roteiros Bíblicos é proporcionar materiais educativos que incentivem as pessoas a levarem a sério Mateus 28.19, 20, Marcos 16.15, 2 Timóteo 4.1-4 entre outros.

2 comentários em “Evangelismo e o negócio de ganhar almas”

Deixe um comentário

plugins premium WordPress

INSCRIÇÃO NO CURSO DE EVANGELISMO

  1. Clique no botão CRIAR CONTA;
  2. Faça o login usando sua conta Google;
  3. Após o login, você será direcionado automaticamente para a página do Curso de Evangelismo;
  4. Clique no botão INSCREVA-SE para iniciar o curso.
  5. Desejamos a você um excelente curso!
  1. Toque no botão CRIAR CONTA;
  2. Faça o login usando sua conta Google;
  3. Após o login, você será direcionado automaticamente para a página do Curso de Evangelismo;
  4. Toque no botão INSCREVA-SE para iniciar o curso.
  5. Desejamos a você um excelente curso!